Crítica || Prometheus

Escrito por Miaka J. S. Freitas - sexta-feira, novembro 23, 2012



Sinopse: Elizabeth Shaw e Charlie Holloway são exploradores que encontram a mesma pintura em várias cavernas na Terra. Com base nisto, eles desenvolvem uma teoria em que a pintura aponta para um lugar específico do universo, que teria alguma relação com o início da vida no planeta. A dupla convence um milionário, Peter Weyland, a bancar uma cara expedição interestelar para investigar o assunto. Desta forma, Elizabeth e Charlie entram para a tripulação da nave Prometheus, composta pelo robô David, a diretora Meredith Vickers, o capitão Janek, entre outros. Todos, com exceção de David, hibernam em sono criogênico até que a nave chegue ao objetivo, o que acontece em 2093. Encantados com a descoberta de um novo mundo e a possibilidade de revelarem o segredo da origem da vida na Terra, Elizabeth e Charlie não percebem que o local é também bastante perigoso.

Posso ser sincera? Ainda não entendi Prometheus completamente... Serio, eu entendi, mas ao mesmo tempo não entendi...

Prometheus é o nome da nave que leva alguns pesquisadores, depois que Elizabeth e Charlie encontram no ano de 2069 algumas pinturas em varias cavernas pela terra, em várias civilizações diferentes. Depois de desenvolver uma teoria em que esses desenhos mostram um lugar no universo e que teria relação ao inicio da vida em nosso planeta, eles decidem procurar o local e conhecer Deus. Todos os tripulantes (17 ao total) são conservados em criogenia e só são despertados pelo robô David quando chegam no local da expedição, o que acontece apenas em 2093. 

Nesse planeta que as coisas começam a não se encaixar direito no meu cérebro. Deste de simples erros de gravação a horríveis erros de enredo. Assisti ao filme em casa, junto com o namorado e minha mãe e ambos saíram com as mesmas duvidas que eu tive ao ver esse filme.
Erros simples de continuação de gravações, como por exemplo, aonde os tripulantes meteram os capacetes de oxigênio depois de tirarem na caverna, ou erros de enredo, como por exemplo, o porquê a “doença” invasora em um dos personagens que fora contaminado pelo invasor negro coletado pelo robô David na caverna conseguiu virar uma espécie de anfíbio alien que matou outros dois pesquisadores que ficaram para trás, se ele so ganhou corpo depois que fora levado ao corpo de Elizabeth como feto e que ela retirou por meio de uma cirurgia na nave?

E mais, nota-se a criação de alien (sim, o mesmo dos filmes Aliens, Aliens VS predador e por ai vai), onde no próprio filme (dublado, só pra variar) dizem ser a primeira vez que ele surgiu, se no filme Aliens, ele aparece lá pelo ano de 1900 e lá vai bolinha... Mas dizem que a idéia do filme era ser o prelúdio de Aliens, porém decidiram ser apenas uma obra independente.

Em minha humilde opinião, o filme não fora um dos melhores em ficção cientifica que eu já tive oportunidade de ver, mas mesmo assim espero a continuação Prometheus 2, que chegará nos cinemas por 2014 ou 2015.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*