[Resenha] Entre Dois Mundos

Escrito por Miaka J. S. Freitas - terça-feira, setembro 16, 2014

Acabei de ler esse livro e não ia conseguir segurar sem contar para o mundo o quanto esse livro me prendeu, mexeu comigo e está me deixando louca pelo segundo volume.

Mas vamos por partes, vocês tem que entender tudo se não terão até impressão errada.

O livro conta a história de Alicia, que sofreu um acidente quando viajava com a família. Nesse acidente seu irmão de oito anos, chamado Léo morreu e causou nela um coma de um pouco mais de 40 dias. Esse tempo todo que ela passou em coma, ela estava com Léo a protegendo. Quando um dia acordou, começou a ver coisas que as outras pessoas não poderiam ver. Via sempre homens com ternos pretos e aonde os via não acontecia coisas boas.

Apesar do medo e de achar que tudo isso era extresse do trauma que passou, ela seguiu a vida normalmente para superar a morte do irmão. Mas sempre que dormia o encontrava em sonhos. Até um dia descobrir que escapar da morte tem um preço: um preço que ela tem que pagar com a vida e, basicamente, com a sanidade.

Então, resumindo, Alicia, depois de escapar da morte virou sensitiva e começou a ver homens vestidos de preto (parecendo mais o MIB) e agora um deles quer algo dela, e aparentemente ela não tem como escapar. E esse cara tem um nome: Noah.

Também há o Leo, que depois da morte, virou o anjo da guarda de Alicia, sempre a protegendo desse Noah. E por ultimo e não menos importante, o Raul, cujo amigo de infância virou namorado e agora é o alicerce de Alicia.

Conhecendo todos os participantes do enredo, fica fácil entender. Noah, o ser que vamos chamar de “espiritual” é algo como um anjo caído, ou seja, do mal e quer forçar a Alicia a fazer algo que só ela poderia fazer para ele, como se fosse o preço do que ela passou e sobreviveu (de vencer a morte). Leo  - que particularmente, me dá raiva pelo mesmo motivo que senti raiva lendo Meu Conselheiro de Luz- é seu anjo da guarda, para caminhar Alicia e ajudá-la a enfrentar Noah e seu destino que parece ser inevitável, mas a questão que mais dá raiva é porque ele não pode interferir na situação, como sempre o bem não tem muito poder de interferência nas situações que são para provar o espírito e a força de vontade da garota. Raul que caiu de pára-quedas nessa história, ajuda Alicia no “mundo real” há encontrar mais informações sobre tudo isso que ela está passando.

Noah se sente ainda mais interessado pela Alicia, por ser a única com coragem suficiente em encará-lo, mesmo estando com medo. Algo que nunca aconteceu com as outras que ele cita como predestinada a ele. Entre Dois Mundos é um livro que constrói uma ponte entre o mundo espiritual e o mundo físico, fazendo com que Alicia, depois de “enganar” a morte, ficasse bem no meio dessa ponte que ligasse os dois. E por esse preço, como se fosse impossível ela viver entre dois mundos sem ter que dá algo em troca, ela fica sendo perseguida. Também pode ser considerado um livro que nos mostre a superação de situações que, aparentemente, seriam algo que nos faria desistir de viver se acontecesse com a gente. Superar a morte de um ente querido e toda essa volta a vida depois do choque de realidade é algo que se luta bravamente para fechar as feridas.

O livro tem uma leitura muito rápida, por quase sempre está lotado de diálogos, que façam com que nem notamos o quanto rápido estamos devorando as paginas. Também segue um modelinho check-list, contando o dia a dia do casal Alicia e Raul, com as pintadas sobrenaturais que ocorrem entre Alicia e Noah.


Entre Dois Mundos – Lígia Gama Miraglia

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*