[Resenha] E no seu fim eu comecei

Escrito por Miaka J. S. Freitas - sexta-feira, fevereiro 28, 2014



*Nivel de spoiler moderado*

Se você pudesse saber o que se passou nos últimos momentos de alguém, como reagiria?

Aonde em outra ficção podemos está tão perto da morte mesmo estando tão vivo? Essa é a premissa do livro escrito por Diego Soares


O livro conta a história do aluno de medicina chamado Erick Leto, que se destaca dos demais por uma espécie de dom, apesar de que muitos (assim como nosso próprio protagonista) o considere uma maldição. 

Erick simplesmente pode assistir os momentos finais de uma pessoa já morta. Uma espécie de mediunidade, Erick só precisa entrar em contato fisicamente com o corpo do morto (ou seja, tocá-lo) para que possa presenciar seus últimos momentos. Meio mórbido não?

De um enredo de tirar o fôlego, Diego nos conduz a história de uma mulher que, antes de dá seu ultimo suspiro em vida, pensa em Erick, mesmo nunca tendo se encontrado pessoalmente. Então, quando Erick se depara a essa duvida: da onde essa garota o conhecia, ele entra numa jornada para saber mais sobre a pessoa que ela era em vida e descobrir mais sobre seu dom. 

O livro tem uma leitura rápida e envolvente, o que faz você devorar cada pagina e chorar para que o livro não termine logo. Curioso é o fato de uma ficção trabalhar tão bem esse lado perto da morte, uma premissa repudiada por muitos que tem medo de saber seu momento final. Erick Leto é influenciado por esse medo, onde pode reviver como se estivesse na pele do morto, os momentos finais da vida do falecido. E como trabalhar o psicológico para não ser afetado? E o que fazer quando um morto pensa em você em seu ultimo momento com vida e vocês nunca se viram? Erick então acha que, para descansar em paz, deve-se agarrar nessa garota com unha e dentes e investigar melhor sua vida e descobrir onde se conheceram. Algo que você só vai descobrir lendo o livro. 

Envolvente, encantador e místico, E no seu fim eu comecei é um livro recomendado para qualquer pessoa, para quem quiser se questionar sobre um tema que nos rodeia deste do nosso nascimento. Afinal, para morrer, só é preciso está vivo, não? E quando a morte não é apenas uma fase, mas sua parceira na vida? A morte anda lado a lado com Erick, revelando segredos e acontecimentos que só ele poderá ver... 

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*