Os segredos de Landara – Bruna Camporezi

Escrito por Miaka J. S. Freitas - quarta-feira, abril 10, 2013

Em Os Segredos de Landara, a autora consegue “forçar” a imaginação do leitor ao seu limite, de uma forma saborosa.

"Eu não faço idéia do mundo que você vivia antigamente, mas aqui dentro, terá de levar sua fantasia mais a sério. Os sonhos, as criaturas, coisas que você nunca imaginou existir... tudo existe.” Página 20.

E com essa frase, convido todos os leitores a entender Os Segredos de Landara: redescobrindo o passado. Logo nas primeiras paginas do livro, já fui me agradando. A estruturação da narrativa é diferente das que já li, mesmo sendo em primeira pessoa e às vezes lembrou-me crônicas da personagem, mesmo sendo intervalo de minutos entre uma parte e outra.

Sabe o que é engraçado? Não pelo fato de ser uma piada, mas é irônico. Se notar, todo escritor, além de criador de mundos, é também um profissional. Ele se forma em alguma área que muitas vezes nada tem a ver com letras e gênero. Mesmo assim escreve coisas fabulosas. E muitas vezes vemos a influência de sua profissão em sua história. Acabei de me atentar com isso em Landara. Bruna Camporezi cursa Engenharia dos Materiais (o que eu conheço de perto, porque tive uma cadeira de Ciências dos Materiais no curso de Técnico em Química) e você vê a presença desse curso, mesmo pouco, mas tem. Ela brinca com os elementos, como por exemplo, a rocha que impede o uso dos poderes perto dela. E a ciência sempre pode ser um parceiro da imaginação, e podemos sim brincar de criar com algo já existente na terra. Landara ensina isso em suas descrições sobre elementos, criaturas fantásticas. Tudo para imaginarmos o quanto belo é Landara.

Aqui em Os Segredos de Landara o ponto principal é realmente a imaginação. Será que tem um limite para a imaginação do homem? Bruna, ao nos apresentar uma aventura em Landara, nos diz que não. É uma jornada de fogo para nossas mentes.

Logo quando a primeira “prova de fogo” a minha imaginação apareceu, descobri que Landara é o reino dos sonhos e imaginação e mesmo se eu me deitasse nos braços de Morpheus por tempo indeterminado, não conseguiria imaginar nem um terço, sem ajuda do livro, toda a gama de fauna presente em Landara. Isso me faz pensar em como a imaginação do homem pode fazer coisas realmente fantásticas. E isso só falando dos animais presentes.

Fiz uma reflexão lendo e que se aplica a nossa realidade. O ser humano é de fato poderoso, mesmo sem ser dotado de poderes mutantes como em X-men, falo da imaginação para criar e transformar em realidade. Essa característica pode ser boa ou ruim, dependendo de como usá-la. Landara mostra isso pelas formas de nossa protagonista e pelo Patrick.

Não posso deixa de esquecer que a narrativa do livro é gostosa e prazerosa de se fazer. Simples e ao mesmo tempo detalhistas, e a cada linha consegui vislumbrar todo encanto da ilha. Bruna consegue, sem muito esforço, fazer o leitor imaginar quadro por quadro das ações e aventuras vividas por todos os personagens no livro. Assim como transmitir suas emoções. E como a imaginação do ser humano é tão forte, terá criaturas de tirar o fôlego de algumas leitoras.

Para quem gosta de aventura, numa ilha realmente mágica e rica em criaturas fantásticas e com um bom romance, deve ler Os Segredos de Landara, que sem nenhuma duvida, não irá se arrepender. E, assim como eu, vai ficar ansioso para a continuação.

PS: Landara não é simplesmente deslumbre para nossa imaginação. Não é sua estética o único ponto chave do livro. Seus personagens são muito bem estruturados e casam de modo perfeito com o lugar e a aventura que vivem. Bruna soube moldá-los para cada necessidade básica contra a guerra que está surgindo. Sua personagem principal, que não tinha memória nas primeiras partes do livro, também foi muito bem trabalhada, explorando tudo que as suas qualidades já podiam dar logo nesse primeiro livro da trilogia. Essa parte em que não se conhece o nome da personagem principal sendo que a própria não sabe nada de si mesmo foi bem trabalhado e sustentado pela autora em sua narrativa, de modo a não ficar maçante, mas ao contrário, foi um combustível para irmos além das portas da prisão que a prendia e procurássemos junto com a personagem mais sobre o seu passado.

O que mais dizer? Espero apenas o desfecho dessa trilogia. E espero que seja breve.
 






Visitem também:

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

2 recados

  1. Oie! Eu simplesmente amo esse livro! Maravilhoso!
    Bjs, se puder comentar nesse post ajudaria muito!
    http://resenhasteen.blogspot.com/2014/11/perolas-na-estante.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Naylane,
      Eu também tenho esse livro como um dos meus favoritos ><

      Beijinhos =*
      Volte sempre!

      Excluir

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*