[Resenha] Rosario + Vampire Ano II - Ed. 10

Escrito por Miaka J. S. Freitas - terça-feira, janeiro 22, 2013



Outro mangá que já vou começando a falar dele na metade (e já na segunda temporada). Hoje vou dá minhas impressões de Rosario + Vampire Ano II. A edição é a 10.

Adoro histórias (pode ser filme, livro, serie ou mangá) com vampiros (menos Crepúsculo, não gosto de vampiros brilhando, não como glitter, vampiro pra mim brilha em chamas no sol). E Rosario + Vampire tem vampiros e de quebra também tem outros monstros. Estou tendo contato pela primeira vez com muitos monstros por causa desse mangá e eu adoro esses tipos de feras.

Vou resumir brevemente a história até agora: O personagem principal é o Tsukune, e ele é um humano. Acidentalmente, ele é matriculado numa escola de monstros chamada Academia Youkai, conhece Moka, uma vampira por quem se apaixona. Moka tem um rosário que sela seus poderes. E só o Tsukune pode retirá-lo para libertá-la. Na academia é proibida a presença de humanos, então Moka e as outras amigas do Tsukune protegem o segredo dele a todo custo.

A segunda temporada já começa cheia de ação. Após alguns capítulos começamos a descobrir sobre o passado da Moka. Começam a explicar o rosário que sela seus poderes e sobre sua mãe Akasha que sumiu de uma hora para outra sem explicação.

Sua irmã Akua aparece e leva Moka para a sede da Fairy Tale onde o corpo de um monstro conhecido por Alucard está aprisionado. Engraçado como a maioria das histórias de vampiros tem a presença de Alucard em alguma parte do enredo. Ele é conhecido como vampiro primordial, um vampiro poderosíssimo. Para um vampiro virar primordial tem que beber todo sangue de um primordial, matando-o.

Ah. Dou um doce para quem adivinhar o que a Akasha, mãe da Moka é... Sim. Ela é uma primordial. E Moka também. Mas Moka é um caso singular na história vampiresca. Mas não vou mais estragar futuras surpresas de leitores.

A Moka tem seu rosário quebrado, então não consegue mais selar seu poder, e Fanfan diz que seu avô poderia consertar o rosário se todos fossem a China. Então todos viajam ao encontro da família de Fanfan Won para consertarem o selo da Moka. Mas na estadia na China a Fairy Tale invade a casa da família Won e seqüestra a Moka. Tsukune e os outros decidem treinar por um mês inteiro para salvarem a Moka da central. E o volume 10 começa com eles invadindo a base flutuante da organização.

O mangá que não é ecchi, mas segue uma linha próxima, conserva seus fanservices deste da primeira temporada. Com masoquistas e sadistas em algumas lutas deve agradar muitos meninos também. Particularmente, não agüento esperar o próximo volume (que até agora não vi para vender nas bancas) para ver a luta de Fanfan contra um dos dirigentes.

Alucard já começou a se movimentar. A raiva que deu foi da Moka. Ela sempre foi tão ativa, mas isso é da Alter-Moka. A Moka exterior chega a ser irritante em algumas situações. É a princesa que sempre entra em perigo e Tsukune tem que ir salvá-la. E acaba sendo ela que, no final, acabava com toda a situação.
A luta de Ruby contra o primeiro dirigente da Fairy Tale foi boa, mas até que poderia ser  melhor. Mas a Ruby não é um monstro para linha de frente numa batalha, apesar de querer ser e derrotar, ela fará falta mais adiante, ela ficou bem machucada, não acho que servirá pra muita ajuda para a próxima batalha. Mas vejo a estratégia da equipe é como num jogo de xadrez, você não joga seu rei, rainha, bispos e cavalos na linha de frente, mas sim os peões. Todos para proteger a estrela do jogo: Tsukune.

Tsukune é talvez o personagem que mais evoluiu em Rosario + Vampire. Se ele fosse da obra de J.K.Rowling, ele seria um nascido trouxa. Ele era humano, sem nenhum poder sobrenatural, mas Moka injetava sangue de vampiro nele e isso fazia que ele, temporamente, adquirisse poderes equivalente aos de vampiros. E isso espalhou a fama de que ele era esse ser temível chamado vampiro. Talvez toda essa transformação gradual de Tsukune num hibrido groul (Groul é um monstro que era um humano que recebeu sangue vampiresco, mas perde totalmente a consciência) seja causa também do sangue primordial da Moka, pois deu a parecer que o caso dele também seja singular. E agora quando chega à China, o avô de Fanfan faz uma transformação em Tsukune e ele fica bem mais forte. Mas aquilo não deve ser a transformação final. Tsukune é um personagem que ainda tem muito chão para percorrer até o final da obra.

Adoro Rosario + Vampire por sua variedade de monstros orientais e ocidentais. Mostra o quanto rico é o folclore da humanidade.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

2 recados

  1. Adoro mangás, li alguns só e deixei de ler :(
    adorei conhecer este.
    bjs
    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois esse está em sua segunda temporada. A primeira em relação a segunda é chatinha e muito repetitiva, mas aconselho ler a primeira para entender melhor a segunda. Pois a segunda temporada tem muita coisa que fora apresentada na primeira, mesmo que a segunda faça um flashback básico.

      Pois leia, não vai se arrepender!
      Beijos,

      Excluir

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*