[Resenha] Traição

Escrito por Miaka J. S. Freitas - terça-feira, dezembro 04, 2012



E quando não se ama mais o parceiro que se promete passar a vida inteira ao seu lado?

E o que fazer quando se descobre a traição?

Alguns se sentem humilhados, tristes, incrédulos.  Mas uma coisa se está certo: sentimos-nos enganados.

O que seria pior? Descobrir sozinho ou outra pessoa contar?

Eva, a personagem onde toda a trama se desenvolve, passa por esse dilema. E sabemos o quanto a situação pode se mostrar desesperadora. O homem que passou 15 anos da sua vida, pai de seu filho, vem saindo com outra mulher, ainda mais a professora de seu filho. É pedir muitos que se mantenha a calma.

Jonas, um rapaz jovem, na flor da idade, está com a namorada hospitalizada, em coma por dois anos por causa de um acidente.

Dois corações que foram partidos. Um assunto tão conhecido pelas pessoas abordado em diferentes pontos de vista nesse livro.

Traição é um livro que, de certa forma, foi interessante de ler. Pude observar o quanto a descoberta de uma traição pode levar a fazer atos desesperadores. O quanto motivos pode levar alguém a trair.

Henrik, marido de Eva, fez-me morrer de raiva dele no livro, porem, ressalvo a idéia de que ele não pode levar a culpa sozinho, pois em seu lugar, eu não agüentaria a Eva por todos esses anos. Vi o quanto ele foi machista quando Jonas disse a ele que Eva o traia a mais tempo que ele.

Jonas é talvez a pessoa mais sombria de toda história. Tive dó dele quando vi o quanto ele amava a namorada em coma. Torcia para que ela saísse e voltasse a abraçá-lo. Ele queria isso.

Mas todos do hospital achavam que ele devia continuar a sua vida, afinal, ele era jovem, havia tanta vida pela frente e a Anna, sua namorada, não mostrava nenhum sinal de melhoria.

Sei que não conhecemos o personagem em algumas páginas, assim como não conhecemos as pessoas, mesmo após uma vida inteira. E é isso que o livro mostra e o melhor exemplo disso é o Jonas. (sim, me impressionei muito com ele).

Parece alguém triste e abandonado, o que torna-o um pouco sombrio deste o inicio. Mas depois... O cara tem sérios probleminhas mentais (não estou falando de lentidão, de raciocínio. E sim de que ele não deveria ficar solto. O cara é um perigo para a sociedade). Quando se descobre o lado sombrio de Jonas, fico com medo. Sei que existem pessoas assim. Todos sabem.

Já a Eva, tadinha. Só descobre quando é tarde demais para fugir.

Não quero estragar possíveis leituras, mas sobre o final do livro: decepcionante.

Realmente esperei outro final, ou no mínimo (e lógico) esperei por mais historia.

Quando terminei o ultimo capitulo, me veio mais perguntas do que respostas na mente. E eu sei que não terei como respondê-las, já que não se trata de nenhuma saga.

Por fim, essa é uma leitura diferente das que estou acostumada a fazer. É uma leitura mais adulta, mais séria, e sobre um assunto tão comum a sociedade.

 Traição – Karin Alvtegen.

Traição é um livro sueco e receberá uma adaptação para o cinema. A autora também escreveu “A Procurada”. A editora do livro é a Record.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*