Crítica || Cine Paradiso

Escrito por Miaka J. S. Freitas - quarta-feira, novembro 21, 2012



Sinopse: Nos anos que antecederam a chegada da televisão (logo depois do final da Segunda Guerra Mundial), em uma pequena cidade da Sicília o garoto ficou hipnotizado pelo cinema local e procurou travar amizade com Alfredo, o projecionista que se irritava com certa facilidade, mas parelamente tinha um enorme coração. Todos estes acontecimentos chegam em forma de lembrança, quando agora Toto cresceu e se tornou um cineasta de sucesso, que recorda-se da sua infância quando recebe a notícia de que Alfredo tinha falecido.

Emocionante. Espetacular. Praticamente perfeito. Não tenho palavras para descrever esse longa de 1988. 

Posso contar a historinha que me levou ver esse filme? 

A minha professora de português que colocou esse filme para assistir e simplesmente conseguiu prender minha atenção do inicio ao fim. Totó é um garoto que se apaixonou pelo cinema deste de cedo, fugindo, depois da missa onde era coroinha, pro cinema da cidade, chamado de Paradiso. Ele assistia escondido a sessão dos filmes e tratou logo de fazer amizade com Alfredo, o projetista das películas.

A história de amizade dos dois e a paixão de Totó pelo cinema são de emocionar qualquer um. Ele assistia escondido o padre ver o filme novo, do qual ele censurava qualquer beijo (se ele fosse ver as novelas da globo de hoje, era censura do inicio ao fim). Entrava de graça nas sessões do paradiso, logo depois aprendeu a cuidar da maquina de projeção da película, e assumiu o emprego de Alfredo depois de um incêndio no antigo cinema. 

Toda vida de Totó esteve fortemente ligado ao cinema, inclusive o romance dele com Elena. Nossa, chorei muito quando ele se declarou para Elena e ela o dispensou. Com um conselho de Alfredo, ele passava toda noite a esperar Elena pela janela, até que um dia desistiu e ela foi atrás. O romance dos dois era lindo. Uma pena ter acabado cedo.

Sofrendo, ele foi embora da cidade, se mudou para Roma, onde lá se tornou um cineasta. Seguindo o conselho do bom e antigo amigo Alfredo, nunca procurou voltar a cidade, até a morte do velho amigo. Quando voltou recebeu uma “herança” deixada pelo amigo Alfredo. Realmente é de emocionar quando se descobre o que fora que Alfredo deixou para o garotinho Totó.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

3 recados

  1. Não conhecia esse filme,mas com certeza vou assitir.Parece ser ótimo.

    Beijos

    E tem um selo pra você no meu blog, confere lá.
    http://leitorasempre.blogspot.com.br/2012/11/selo-um-laco-incentivando-leitura.html#comment-form

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jéssica, você não vai se arrepender se assistir...
      Obrigada pela indicação. Já publiquei no meu blog também sobre o selo!

      Beijinhos =*

      Excluir

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*